Logo Corecon-SP

No dia 5 de dezembro, aconteceu na sede da Associação Comercial de São Paulo, a assinatura de uma importante parceria entre a Cemaac (Câmara de Mediação e Arbitragem da ACSP) e o Sindecon-SP (Sindicato dos Economistas do Estado de São Paulo).

O objetivo principal, além de aproximar as duas entidades para ações futuras, é que a Câmara de Mediação e Arbitragem tenha acesso aos economistas peritos cadastrados no Sindicato e, assim, gere oportunidades de trabalho para todos nesse setor que está crescendo muito.

Atualmente, existe uma grande solicitação, por exemplo, de trabalhos de perícia técnica econômico-financeira” na área de Medição e Arbitragem, o que pode abrir muitas portas para os economistas.

A mesa de assinatura foi composta por Guilherme Giussani, diretor técnico da Câmara; Roberto Mateus Ordine, 1º vice-presidente da Associação; Renan Luiz Silva, Gerente de Serviços Institucionais; Waldir Pereira Gomes, Presidente do Sindicato; e José Marcos de Campos, Vice-Presidente do Sindecon-SP, conselheiro do Corecon-SP e especialista em Perícia.

Representando o Conselho também esteve presente o conselheiro Marcel Domingos Solimeo.

Guilherme Giussani disse que estava extremamente contente com essa união, pois juntas as instituições aumentam cada vez mais a credibilidade do trabalho de mediação e arbitragem.

De acordo com Waldir é “de suma importância ver o nome do Sindecon-SP associado à uma Associação Comercial de muita credibilidade, ressaltando assim o nosso papel perante à sociedade. Os economistas serão beneficiados, pois ampliará o mercado de trabalho”.

O Corecon-SP comemorou o acordo, já que faz parte do trabalho do Conselho, valorizar, desenvolver e gerar novas oportunidades de atuação para Economistas

Para José Marcos, a importância desse convênio pode ser mensurado sob vários enfoques, todos grandemente valorosos para os economistas, com ótimas perspectivas.

“Para as entidades dos economistas, o prestígio da aproximação entre Sindecon-SP, com 87 anos de existência, e a Associação Comercial de São Paulo, com 127 anos, é indiscutível. E para os economistas, a assinatura representa mais uma excelente oportunidade de ampliação do campo de trabalho para um segmento pujante, que é o de Mediação e Arbitragem”, disse José.

×